Morar em Portugal. O que devo fazer?

Quero mudar para Portugal, o que devo fazer?

Quero mudar para Portugal, o que devo fazer? 1agosto/2019 – Essa é a pergunta mais comum que a equipe da Euro Dicas recebe. A verdade é que não existe uma “receita de bolo” para realizar a mudança.
Cada pessoa ou família tem uma determinada necessidade e expectativa. Mas os passos básicos do planejamento e das burocracias que serão enfrentadas são os mesmos. Quais sejam:

Planejamento financeiro: o primeiro passo e talvez o mais importante para quem deseja mudarplanejamento para Portugal. Você precisa saber quais serão suas necessidades para começar a fazer seu pé de meia para a mudança. Moradia, alimentação, lazer, saúde, telefone, internet, educação, são algumas das despesas que terá que colocar na ponta do lápis para ter uma noção de quanto será seu gasto mensal. Com os gastos levantados, recomenda-se fazer a mudança com uma reserva em dinheiro de 6 a 12 meses. Assim, ao chegar em Portugal, terá uma folga para tirar toda a documentação necessária e começar a vida;

Visto deve ser solicitado ainda no Brasil: para residir em Portugal é necessário solicitar o visto visto-lisboano Consulado Português mais próximo de você. Existem vários tipos de vistos, e para obtê-lo será necessário apresentar uma finalidade: estudo, aposentadoria, rendimentos, empreendedorismo, trabalho, investimento, entre outros. Portanto, não basta simplesmente querer mudar para Portugal. Para cada tipo de visto, será necessário apresentar uma documentação específica. O visto pode ser aprovado ou não. Isso vai depender da sua finalidade e da documentação apresentada. Em alguns casos, até uma entrevista poderá ser solicitada;

Autorização de Residência (AR): Não basta ter o visto. Ao chegar em Portugal com o visto emautor-resid mãos, será necessário solicitar um agendamento junto ao SEF – Serviço de Estrangeiros e Fronteiras – para realizar o pedido de Autorização de Residência. Pode-se resumir como uma “troca” do visto pelo cartão da AR. Para isso, você terá que apresentar uma série de documentos. E apesar da documentação ser bem parecida com a que foi apresentada no pedido do Visto, têm alguns documentos adicionais.

Quando se coloca a mão na massa é que percebemos que os passos são muitos. Isso não pode desanimá-lo. Num esforço de compilação único, a Euro Dicas desenvolveu um e-book com mais de 300 páginas, que detalha cada aspecto do processo. As informações estão atualizadas para este mês (ago/2019). Ele está dividido em capítulos para facilitar seu planejamento, tais como: vistos, viver legalmente e regularizado, serviços consulares, custo de vida, trabalho, educação, envio de dinheiro, pagamento de impostos, documentos em Portugal, adaptação, entre tantas outras dicas importantíssimas! Se esse é o seu sonho, agora é com você: e-book como morar em Portugal.

Deixe um comentário