Lima, Cusco, Ollantaytambo e Machu Picchu no Peru

outubro/2019 – o país da vez foi o lindo Peru. Todas as despesas aéreas (Rio x Lima, Lima x Cusco e Cusco x Rio) foram cobertas com nosso estoque de pontos no MULTIPLUS (56000 pontos para cada um). Voamos LATAM Peru.
Com 3 meses de antecedência iniciamos as compras dos ingressos em Machu Picchu e das passagens na PeruRail. Sem chances de adquirir na hora. As hospedagens em Lima, Cusco, Ollantaytambo e Aguas Calientes (Matchupicchu Pueblo) foram todas negociadas através do Booking. Veja mais… >>>

  • Resumo dos deslocamentos: entrada por Lima (10/09). Voamos para Cusco em 14/09. Pegamos um passeio (19/09) com destino em Ollantaytambo e ficamos por lá. Dia seguinte (20/09) seguimos de trem para Machupicchu Pueblo ou Aguas Calientes onde ficamos uma noite. De manhã subimos para Machu Picchu e a tarde (21/09) pegamos o trem de volta para Ollantaytambo e de lá, rachamos um taxi para Cusco. Dia 23/09 pegamos o voo de volta para o Rio direto de Cusco com conexão em Lima.
  • A duração do voo entre Rio e Lima é de 5h30 min. Com o espaço cada vez mais reduzido para os passageiros, pareceu muito mais do que foi de fato. Ainda bem que baixamos nossa série preferida no Tablet. Considere comprar seu lugar no avião. Por mais alguns reais você escapa de ser instalado nas poltronas do meio (nem janela, nem corredor) e de ser separado de sua esposa como represália da empresa aérea.
  • O aeroporto de Lima é um caos para quem está chegando em voo internacional. As filas para fazer a imigração são infinitas. Levamos mais de 40 minutos para conseguir chegar ao guichê da aduana, deixar todas as digitais (10 dedos) e carimbar o passaporte. As perguntas foram as básicas. Número do voo de chegada e partida, finalidade da viagem, quantos dias e cidades que visitaremos. Nenhuma alusão à vacinas, seguro viagem ou valores.
  • No aeroporto você pode usar a rede Wifi deles gratuitamente por 1 hora. Isso lhe dá oportunidade avisar que chegou bem, fazer os contatos com seu transfer ou mesmo chamar um Uber, já que seu chip do Brasil é inútil aqui. Como chegamos bem tarde da noite, deixamos para adquirir nosso chip local para o dia seguinte.
  • bitelFalando em Chip de telefonia e dados, a loja Claro onde pretendíamos adquirir o nosso estava com o sistema fora do ar, portanto, acionamos o plano B. Seguindo orientações do pessoal local, compramos 2 chips da Bitel – 4G, por 5,00 soles cada, mais 10,00 soles de carga para cada um, sem limites por 10 dias. E funcionou muito bem Lima, Cusco e Machu Picchu. Você encontra uma loja em todo canto. Não se preocupe com o Whatsapp. Assim que vc terminar a configuração do novo chip, abra o Whatsapp e confirme que deseja manter o mesmo número. Pronto.
  • quarto-em-limaEm Lima ficamos hospedados no bairro Miraflores (considerado o mais seguro e agradável), num apartamento muito bem localizado, que foi dividido em várias unidades compostas de quarto e banheiro. A ausência de janela no quarto e do ar-condicionado nos incomodou um pouco, mas a receptividade, o carinho e atenção, o café da manhã e o local compensaram. Usamos para deslocamento dentro de Lima a UBER. Muito em conta, funciona bem com ótima oferta de carros. Todos os detalhes dos passeios que fizemos estão no post dedicado a Lima.
    • Passeio guiado, Lima Walking Tour
    • Parque Mágico das Águas
    • Orla de Miraflores, Ruínas Huaca Puclana, Barranco e Ponte dos Suspiros
    • Parque Kennedy, Museo Larco e Parque Oliva
  • De Lima voamos para Cusco também pela LATAM Peru. Chegamos ao aeroporto com 1h20min de antecedência e fomos os últimos a entrar no avião, já no limite. Mesmo em voo doméstico, o caos do internacional se repetiu. Filas absurdas, checagem de bagagem e passageiros lento e minucioso ao extremo. Eu tive que tirar o cinto e a bota e ainda tive que ouvir malcriação do fiscal, porque estava com meu passaporte e minha carteira de documentos no bolso. E não adianta fazer cara de poucos amigos. Aí mesmo é que você vai ser escolhido para “bucha de canhão”.

Nota: Quem vai ao Peru do exterior, só pode entrar por Lima. Muito embora as belezas arqueológicas e naturais estejam em Cusco, os voos internacionais não chegam por lá. Um projeto de construção de um aeroporto internacional moderno está engavetado por mais de 30 anos. Lima não quer deixar de ser a porta de entrada do Peru. Em Cusco ficamos sabendo que de cada 100,00 (soles) somente 10% ficam na cidade. O resto segue para Lima, fazendo com que Cusco dependa do governo para obras de infra-estrutura e melhorias. Os locais (cusqueños)reclamam muito dessa desigualdade.

  • Em Cusco ficamos no ótimo Home Garden Hotel distante 600 metros da Plaza de Armas.
    home-garden-1home-garden-2
    De Lima (nível do mar) para Cusco subimos 3399 metros. Nossa ideia era iniciar a aclimatação para os passeios mais altos, ficando alguns dias na cidade. Bastou um passeio até a Plaza de Armas para perceber que fizemos a coisa certa. Seguindo as orientações do pessoal do Hotel, tornamos o chá de coca a bebidinha de toda hora. De fato o ar parece não satisfazer suas necessidades. O coração acelera para compensar o esforço. Portanto, muita calma nessa hora. Suba as ladeiras aos poucos, fazendo várias paradas para descanso. Todos os detalhes dos passeios que fizemos estão no post dedicado a Cusco.
  • Sitio-arqueologico-de-ollantaytamboSaltamos do passeio em Ollantaytambo. Trouxemos somente 1 mala (a outra deixamos no hotel de Cusco). Ficamos no ótimo hotel Terra Nostra. Aproveitamos a noite para conhecer essa delícia de cidade, pequena mas muito ativa pela grande afluência de turistas. Andamos para lá e pra cá de Tuc Tuc. Na manhã do dia seguinte retornamos ao sítio arqueológico para olhar áreas que não foram vistas no passeio guiado, sempre corrido. No início da tarde, pegamos o trem da PeruRail para Machupicchu Pueblo ou Aguas Calientes. Todos os detalhes dos passeios que fizemos estão no post dedicado a Ollantaytambo.
  • O valor do bilhete no trem Expedition da PeruRail (classe turística) é de $68,00 dólares (R$280,00), num percurso de no máximo 2 horas. Valeu pela experiência e pelo conforto. Valor um pouco salgado para o que é oferecido a bordo (além da poltrona, um suco e um brownie). Todo o resto é cobrado a parte. A viagem acompanha as curvas do rio Urubamba, por entre vales e a visão da cordilheira dos Andes com seus picos nevados. Um passeio romântico e agradável. Existe ainda a opção do trem Panorâmico ($99,00) e do First Class ($230,00). Mais em conta são o táxi (40 soles), minivan (10 soles) ou de ônibus (2 soles e 2h30min de percurso).
  • Em Aguas Calientes ficamos no Gringo Bill´s Boutique Hotel. Tivemos que trocar de quarto, mas isso contamos mais a frente. Deixamos nossas coisas no quarto e seguimos para conhecer os famosos Banhos Termais, no valor de S/.20,00 soles (R$25,00) por pessoa. Piscinas com águas quentes em várias temperaturas. Uma delícia com serviço de bar na borda das piscinas. A cidade que agora é chamada de Machu Picchu Pueblo é bem pequena. Você pode percorrer toda sua extensão a pé. Aliás, aqui não existem carros. Todos os detalhes desse lugar encantador estão no post dedicado a Aguas Calientes.
  • Ruínas de Machu Picchu. Com os ingressos adquiridos com 3 meses de antecedência, entramos na fila do ônibus de nosso horário. A cada hora entram 800 pessoas nas ruínas e o tempo máximo de permanência é de 3 horas. Todos caminham em um único sentido. Não é permitido retornar ou sair do percurso. Contrate seu guia na hora (35,00 soles). Os grupos guiados são formados de 6 a 10 pessoas. Mais que isso começa a complicar, já que cada um quer tirar suas fotos pessoais. O dia estava fechado e com chuva. Da metade do passeio em diante o tempo abriu e permitiu a visão completa da cidade. contamos tudo sobre Machu Picchu no post dedicado a esse lugar especial.
  • Pegamos nosso trem de volta para Ollantaytambo e de lá rachamos um taxi (30 soles)com outro casal para Cusco. Ficamos mais um dia em Cusco para finalizar as compras das lembranças. Todas as garrafinhas de Pisco foram esvaziadas no controle de bagagem do aeroporto. Portanto, quando o vendedor lhe disser que estão dentro dos limites desconfie. Só não esvaziamos o conteúdo goela abaixo porque nosso voo foi bem cedo. Ainda estávamos atrás de um café.
  • Fizemos Cusco x Lima em 1h20min e Lima x Rio em mais 4h40min, com 3 horas de conexão, voando LATAM Peru. Saímos atrasados de Lima, mas o tempo foi quase todo recuperado voando de cauda para o vento.

Alerta: proibido-dronesDrones não podem voar em nenhum atrativo turístico no Peru. Por todo lugar a proibição está explícita em cartazes e folhetos, o que não deixa de fazer sentido. Atrações onde circulam centenas de pessoas, não podem dividir espaço e tempo com pilotos amadores. Para se conseguir uma autorização especial, somente junto ao órgão de turismo do Peru a custos exorbitantes. Portanto, se você pretende burlar essa regra, leve equipamentos baratos, já que o confisco é quase certo. O único lugar em que ouvimos um drone voando foi no passeio das Montanhas Coloridas e mesmo esse, decolou da área de estacionamento, malocado atrás das vans de turismo. Fez um voo bem rápido, retornando para a segurança da bolsa de transporte.

Notas rasgadas: Fique atento ao troco que vão lhe dando. Sempre colocam uma nota rasgada no meio. Depois você tem dificuldade de repassar adiante. Mesmo que seja um mínimo de um buraquinho, o comerciante faz cara feia.

Câmbio: Fizemos câmbio em vários lugares, sem qualquer dificuldade. Fuja dos operadores que te abordam na rua. Agora existe lei no Peru que proíbe esse tipo de comércio. Entre nas casas de câmbio (muitas, muitas), veja a cotação (as variações são mínimas) e troque seus dólares por soles com tranquilidade.

Filmes da viagem





Até breve.    Siga-nos nas redes sociais

         Siga-nos no Twitter Inscreva-se em nosso canal no YouTube Curta nossa página no Facebook Siga-nos no Instagram


RECOMENDAMOS PARA VOCÊ A LEITURA ABAIXO

Lima, a capital do Peru
Cusco, a porta de entrada do Vale Sagrado dos Incas
Ollamtaytambo, o povoado inca vivo, Peru

Aproveite que está aqui, cadastre abaixo seu e-mail em nosso Feed de notícias e receba gratuitamente, todas as atualizações deste blog.

 



Precisa alugar um carro? Aproveite e faça sua pesquisa conosco, através da RENTCARS.

Seu aluguel tem isenção de IOF e pode ser parcelado em até 12x.

Você está pagando o melhor preço e ao mesmo tempo, ajudando este blog.



Nenhum comentário:

Postar um comentário