Mostrando postagens com marcador estradas. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador estradas. Mostrar todas as postagens

WhatsApp acompanha e transmite seu deslocamento em tempo real

compartilhando-localizacao-pelo-whatsapp--outubro/2017 – este é o mais novo recurso entregue pelo Whatsapp para seus usuários Android e IOS.
Pode parecer uma redundância do Google Maps Timeline (GMT), mas não funciona da mesma forma. O GMT anota todos lugares e deslocamentos que seu celular (você) faz e disponibiliza essas informações para pesquisa sem prazo de carência. Nós usamos muito quando em viagem, para poder rever com exatidão onde estivemos e com isso, relacionar fotos e filmes. Assim a produção dos artigos fica bem mais fácil.
Já esta novidade do Whatsapp, compartilha em tempo real sua exata posição com alguém ou um grupo de sua lista de contatos, pelo tempo que você determinar, dentro das opções (15 minutos, 1 hora e 8 horas) e pode ser encerrado a qualquer instante.
Achamos a ideia tão interessante, que produzimos um passo a passo.
Para nós, que estamos sempre em deslocamento, seja por qualquer meio de transporte, é muito bom saber que, alguém mais, sabe onde estamos. Veja mais… >>>

Multas - Quem reboca não é mais veículo leve !!!!

leves-e-pesados

dezembro/2016 – você reboca seu trailer e respeita as velocidades máximas destinadas aos veículos leves. Até ontem (dezembro/2011) você estava certo.
As coisas mudaram e você não sabia. Mesmo rebocando um 270 com seu Fiat UNO, você está na categoria de veículos pesados e deve respeitar os limites dirigidos aos caminhões.
Isso inclui até sua carreta barraca, acredite!!!
Pode parecer um absurdo, mas está valendo e muitos caravanistas estão sendo multados estradas afora. Ligue-se nisso. Veja mais… […]

Farol Baixo Obrigatório - a melhor abordagem

farol-baixo-obrigatorio

julho/2016Lei 13.290/06 - Muita informação desencontrada sobre a correta forma de se portar diante da nova regra tem produzido uma infinidade de interpretações. Rodando estes dias na estradas, vi muita gente desatenta ou adotando soluções erradas.
Lendo muito, acabei encontrando um gráfico que esclarece por completo as dúvidas do que é certo fazer. Segue para a orientação dos amigos estradeiros… […]

Venha viajar conosco pelas Estradas deste Planeta

viaje-conosco

Para nós, a viagem começa ainda na fase do planejamento. O prazer de pegar a estrada, a visão das linhas paralelas que se encontram no horizonte, a sensação de liberdade no ir e vir.

Não há pressa de chegar. As etapas de deslocamento são parte importante da viagem. Na verdade, sem elas não haveria destino. Hoje em dia, nas rodovias pedagiadas, as opções de parada para lanches e descanso são espetaculares. Algumas, inclusive, são ambientadas com temas regionais, trazendo à sua viagem, um charme adicional. Vamos viajar? Venha conosco.

Uruguai e suas estradas

estradas-uruguai

maio/2016 – Quando estávamos planejando nossa viagem ao Uruguai, procuramos muito por material sobre as condições das estradas naquele país. Depois de muita pesquisa, acabamos por ficar confusos, dado o número de informações contraditórias ou mal formatadas. Decidimos encarar, buscando obter durante o caminho, orientações mais exatas do que teríamos pela frente. E assim foi.. Pouco antes de entrarmos no Uruguai por Rivera (nosso plano original), perguntamos sobre o estado da Ruta 26, que nos levaria a Ruta 3 e de lá para as Termas. Já neste ponto, fomos orientados a não usar as estradas secundárias. Veja mais… […]

O que vimos e o que fizemos em Urubici - SC

logo-urubici

janeiro/2016 – Urubici, nossa escolhida para fixar acampamento e desfrutar das belezas da serra catarinense. Ficamos acampados na Hospedagem e Camping Nossa Senhora das Graças. Para ver nossa avaliação sobre este ótimo camping, clique no link acima.

Urubici significa “pássaro lustroso”, no idioma xoclengue, tribo que habitava a região. Reservamos 4 dias para visitar os principais atrativos da região, que passamos a detalhar a seguir: […]

nossa-camper-na-bancada

Resumo do deslocamento: deixamos Foz do Iguaçu/PR (01/01), com destino a fábrica da Duaron, em Rio do Sul, onde fizemos a instalação de novos equipamentos na Camper (coletor solar e micro-ondas). Aproveitamos para rever a família Duaron e colocar em dia os assuntos que a distância impede. Calor humano e amizade.

bolo-de-ate-breveequipe-e-familia-duaron

prontos-para-rodar-ate-breve

Dia 07/01 seguimos para Urubici-SC, nosso próximo destino. Rodamos pelas SC-302, BR-282 e SC-416, sem nenhuma anotação importante a fazer. Passando por Bom Retiro, fizemos uma parada no Parque de Exposições Eventos e Tradições Gaúchas de lá, para aproveitar os embutidos, frios e queijos da Casa do Frescal (Coordenadas -27.806492º, –49.457946º).

casa-do-frescalpq-exposicao-tradicao-gaucha

Chegando a Urubici, fizemos a clássica foto no portal da cidade. Chegamos a visitar o Camping Engenho do Moinho, mas o acesso e a única área possível para deixar a camper em situação autônoma, estavam encharcados por conta das últimas chuvas. Desviamos para a Hospedagem e Camping Nossa Senhora das Graças e lá fixamos nosso acampamento.

separador

No dia seguinte (08/01), arriscamos a Serra do Rio do Rastro, que quase sempre está fechada, impedindo a bela vista de suas curvas. Não deu outra. Mesmo assim, descemos e subimos todo o percurso, para desfrutar de seu desafiante traçado. A vista do mirante era zero. Os mais experientes dizem que o melhor é dormir no mirante e aproveitar o início da manhã, para ter vista limpa de todo o circuito. Ou consulte o site serrariodorastroaovivo, para ter uma visão em tempo real da situação através da câmera lá instalada (nem sempre funcionando).

mirante-serrado-rio-do-rastroserra-do-rio-do-rastro-com-chuva-e-neblina

Alguns quilômetros dali, Bom Jardim da Serra com tempo bom e a bela cascata da barrinha.

portal-bom-jardim-da-serracascata-da-barrinha

Adiante, chegamos a São Joaquim, com seu portal homenageando os tropeiros, responsáveis pelo escoamento da produção serrana. Em troca, traziam ferragens, tecidos, grãos e sal. Foram tempos de muita valentia. Lá pelos idos do século XVIII, os tropeiros desciam e subiam pelos estreitos e perigosos caminhos da serra, utilizando mulas como cargueiros. Sua alimentação era o revirado ou paçoca (preparado com carne de charque cozida, socada em pilão com farinha de mandioca e levado ao fogo; durava vários dias).

portal-sao-joaquimportal-sao-joaquim-homenagem-tropeiros

Fomos visitar a Villa Francioni (vinhos e vinhedos), para acompanhar todos os estágios de elaboração dos vinhos, até a deliciosa sessão de degustação.

villa-francioni-2villa-francioni-1

vinhedos-villa-francioni

Bendita seja a mão que colhe a uva – Hafiz sec. XIV

visita-francioni-1visita-francioni-2

visita-francioni-3visita-francioni-4

visita-francioni-5visita-francioni-6

Enfim, vamos à degustação e às compras.

francioni-degustacao-1francioni-degustacao-2

Fredy, que passou toda a visita hibernando dentro da Camper, aproveitou para explorar os jardins do lugar.

francioni-fredyfrancioni-uvas

Na volta para Urubici, passamos por Urupema, também conhecida como a cidade mais fria do Brasil. Qualquer dia, viremos para uma visita durante o inverno.

portal-de-urupema

separador

Dia seguinte (09/01), fomos conhecer o famoso Morro da Igreja, também detentor do recorde de ponto mais frio do Brasil. Aqui também se respeita o clima. Se o tempo está aberto, suba logo e aproveite a vista do alto. A qualquer momento pode fechar (não menos belo), mas você vai perder muitos detalhes. Deixe a cachoeira Véu da Noiva para a volta.

morro-da-igreja-1

O Morro da Igreja está a 1822 metros de altitude, no coração da Serra Geral. Aqui foi registrada a mais baixa temperatura no Brasil (-17,8ºC), em janeiro de 1996. A Pedra Furada tem, aproximadamente, 10m de diâmetro por 5m de altura. A rocha dos paredões é o basalto, resultado do resfriamento de sucessivas (20) camadas de lava.

morro-da-igreja-2morro-da-igreja-3

As fotos abaixo dão uma ideia do que acontece em 10 minutos.

Na descida, visitamos a Cachoeira Véu da Noiva (65m de queda)  e o bom restaurante de mesmo nome, para o almoço.

cachoeira-veu-da-noiva-1cachoeira-veu-da-noiva-2

Aproveitamos o dia claro e fizemos uma investida na, também muito linda, Serra do Corvo Branco (SC-370) que liga Urubici a Grão Pará. A serra recebe este nome devido a uma ave de rara beleza, de plumagem branca conhecida como Urubu-Rei, com detalhes coloridos. Foi apelidada de corvo, erradamente, pelos habitantes do lugar. Possui o maior corte em rocha do Brasil (90m de altura).

corvo-branco-placa

corvo-branco-1corvo-branco-2

Na volta para o camping, visitamos a Gruta Nossa Senhora de Lourdes, no distrito de Santa Terezinha. Um interessante espaço, dedicado a peregrinação religiosa. É uma gruta natural, cercada de paredões, com uma queda d´água de 10m de altura que completa o cenário. Muito usada para celebrar casamentos onde também, em outubro, é realizada a Romaria da Penitência.

gruta-nossa-senh-de-lourdes-1

gruta-nossa-senh-de-lourdes-2gruta-nossa-senh-de-lourdes-3

separador

A manhã do dia 10/01 chegou chuvosa. Mesmo assim, mantivemos a programação e fomos conhecer a Cascata do Avencal. Bela com sol, bela também com chuva. A tirolesa que sobrevoa a queda não estava funcionando. Fica dentro de uma propriedade particular, com cobrança de visitação. Oferece boa área para “day use”.

cascata-do-avencal-1cascata-do-avencal-2

cascata-do-avencal-3cascata-do-avencal-4

Voltamos a Urubici, e fomos retribuir a visita dos queridos amigos Luciléa, Micheline e Bruno, no Hostel Armazém do Heyokah, administrado pelo casal. Uma ótima opção para todo viajante que está em busca de um lugar agradável, tranquilo e bem localizado, com diárias honestas.

hostel-1hostel-2

hostel-3hostel-4

almoço-sesc-urubici

O almoço foi no restaurante do SESC de Urubici. Um saboroso prato executivo, ao valor de R$15,00 (janeiro/2015). Serve também “a la carte”.

A unidade conta com hotelaria, Cafeteria Cultural, com espaço para leitura, internet e jogos, bem no padrão de qualidade SESC que conhecemos.

separador

mapa-urubici-pq

Para conhecer as coordenadas de todos os atrativos que visitamos em Urubici, baixe este arquivo.kmz, e abra no Google Earth.

Para obter o mapa ao lado em tamanho grande, clique sobre a foto.

Veja no filme a seguir o conjunto de todas as cidades que visitamos nessa viagem.

Até breve.    Siga-nos nas redes sociais

         Siga-nos no Twitter Veja nosso canal no YouTube Curta nossa página no Facebook Siga-nos no Instagram Siga-nos no Google+


RECOMENDAMOS PARA VOCÊ A LEITURA ABAIXO

Hospedagem e Camping Nossa Senhora das Graças – Urubici, SC
O que vimos e o que fizemos em Foz do Iguaçu – PR
Sul do Brasil e Uruguai – Resumo da Viagem

Aproveite que está aqui, cadastre abaixo seu e-mail em nosso Feed de notícias e receba gratuitamente, todas as atualizações deste blog.

 

Vai viajar? Seguro de Viagem é item de Primeira Necessidade. Leve-o com você. Aproveite e faça uma comparação de preços e coberturas entre as melhores seguradoras do mercado no painel abaixo.